in ,

176 anos de Filarmónica Frazoeirense ao serviço da Cultura, da Música e da Solidariedade

A Associação Recreativa e Filarmónica Frazoeirense foi fundada em 8 de setembro de 1841

176 anos de Filarmónica Frazoeirense ao serviço da Cultura, da Música e da Solidariedade

A Associação Recreativa Filarmónica Frazoeirense assinalou na passada sexta-feira, 8 de setembro, 176 anos dedicados à cultura.

Da história da Filarmónica destaca-se a presença de Alfredo Keil na sede da banda para escutar a sua marcha “A Portuguesa”, onde foi tocada pela primeira vez.

São 176 anos cheios de história e de estórias que podem ser relembrados no livro editado pela coletividade.

Assim, nos próximos dias 7 e 8 de outubro, a Filarmónica realizará a sua festa de aniversário, convidando a população a estar presente.

A Associação Recreativa e Filarmónica Frazoeirense, foi fundada em 8 de setembro de 1841, no lugar da Frazoeira, pelo Comendador Higino Otto de Queiroz e Mello na casa pertencente ao Solar dos Senhores do Vinculo da Frazoeira (data de 1766), propriedade deste ilustre cidadão que se encontra logo à entrada do lugar, razoavelmente conservada.

No início da existência desta coletividade e devido à falta de sede própria história, a Associação Recreativa e Filarmónica Frazoeirense passou por vários edifícios provisórios na localidade, o que originou o extravio de documentação.

livro “Vidas pela Música”Na altura do lançamento do primeiro livro “Vidas pela Música”, a Filarmónica fez vários apelos para que lhes chegassem documentos que os ajudassem a escrever a história o mais real e precisa possível, mas tal não aconteceu.

No entanto, a documentação história do arquivo da coletividade, com o registo dos testemunhos dos músicos, diretores e amigos da Associação possibilitaram com os conhecimentos da Drª Teresa Mendes, a realização deste livro que pode ser adquirido na sede da banda e noutros pontos de venda.

Neste ano que comemora os 176 anos de vida, são de realçar algumas datas que são de facto históricas e que ajudam a compreender o percurso rico e autêntico que a todos orgulha defender.

Assim a 05 de setembro de 1862, 21 anos depois da Filarmónica Frazoeirense ter sido fundada, a mesma participou nas festas da Srª da Guia do Avelar, segundo notícia do Jornal O Alvaiazerense.

Em 1891, Alfredo Keil, ao passar férias na pensão da D. Aninhas nas Besteiras, dirigiu-se à Filarmónica para ouvir a música da sua autoria e com letra de Henrique Lopes de Mendonça, de seu título “A Portuguesa”, que em 1910 foi adotada como Hino Nacional.

Outra data que é oficial são os Estatutos da Filarmónica Carrilense, que ao ir para o Carril, terá mudado de nome, estatutos esses com data de 1909.

Em 1 de abril de 1943, muda-se para outra sede provisória pertencente à quinta e Solar da família Granado Cotrim Carvalho e Vasconcelos (mais conhecida casa Visconde de Tinalhas data 1748).

A Filarmónica voltou para a sua origem, cujo nome voltou a ser alterado por Assembleia Geral em 13 de abril de 1958, passando a denominar-se Associação Recreativa Filarmónica Frazoeirense.

O grande mentor de tudo, o Dr. José Real e sua família, a quem muito a música e a cultura devem pela dedicação na construção da sede e dinamização cultural em várias vertentes.

Até à presente data, muitas têm sido as iniciativas de âmbito cultural e social, sendo de realçar mais datas, que foram um marco importante para muitos: a primeira televisão do concelho na casa da música em 1958; a sopa para os pobres inaugurada no dia 1 de novembro de 1958 e que se manteve até 1971, altura da reabertura da Casa do Povo da Frazoeira e que veio atribuir as reformas rurais passando as pessoas a ter um meio de sobrevivência; o primeiro Rancho Folclórico “Os Atrividinhos da Frazoeira” em 1956; depois da visita da imagem peregrina de Fátima, na mesma data, a criação do Grupo de Teatro com o nome de Resitas.

Nas últimas 4 décadas a Filarmónica Frazoeirense foi pioneira em relevantes atividades: O lançamento do 1º CD; O restauro e ampliação da sua sede completamente renovada; Em 19 de junho de 2011, registou a sua a participação na cerimónia das comemorações dos 90 anos do Hino Nacional na Assembleia da Republica, facto reconhecido por ter sido esta Filarmónica a primeira a ensaiar “A Portuguesa”; Comemoração dos 100 anos da Republica em que teve um papel de destaque pela sua ligação à “A Portuguesa” e a participação nas comemorações dos 20 anos de serviço dos aviões F16 em Portugal na Base Aérea 5 de Monte Real.

Não havendo de facto documentos oficias para todos os grandes acontecimentos, há versões antigas que a Filarmónica foi guardando, mas, o que mais interessa é manter toda esta riqueza que vem de há 176 anos e que tudo irão faZer para a transmitir aos mais novos

Nos dias 7 e 8 de outubro de 2017 vai decorrer a festa de celebração, ficam toda a população convidada a associar-se a mais uma manifestação cultural pela passagem de mais um aniversário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sabe o seu número de eleitor?

Sabe o seu número de eleitor? E onde votar?

Concelho de Ferreira do Zêzere abrangido por Fundo de Emergência Municipal

Concelho de Ferreira do Zêzere abrangido por Fundo de Emergência Municipal