in ,

O Princípe Nabo sobe ao palco em Ferreira do Zêzere

A partir do texto homónimo de Ilse Losa

Esta peço de teatro sobe ao palco pela Companhia de Teatro AtrapalhArte, no próximo dia 19, onde se busca um príncipe para casar com a princesa. Será que há pretendentes?

Sendo que tudo começou no reino da Abundância, onde vivia, num belo castelo, uma princesa muito caprichosa e arrogante, de seu nome Beatriz.

Há já muito tempo que todos ansiavam pelo casamento da princesa. Mas esta mostrava-se muito difícil de contentar, com os vários pretendentes que lhe faziam chegar…

Príncipes de vários reinos vieram até ela, de forma a mostrarem o seu interesse no casamento. Mas Beatriz troçava de todos eles, e em todos encontrava defeitos.

A todo o custo, teimava em encontrar o príncipe perfeito!

Neste espetáculo, com música, alegria e muitas surpresas, vamos conhecer a história da princesa Beatriz, e a bela lição de vida que acabará por lhe acontecer, fazendo com que esta perceba o verdadeiro valor das “coisas”, e que a felicidade pode estar, onde nunca pensámos que ela pudesse existir…

Esta é mais uma iniciativa da Rede de Bibliotecas do Médio Tejo com apoio do Programa Centro 2020 e Portugal 2020, sendo destinada exclusivamente para os alunos do 2º ciclo da Escola Pedro Ferreiro de Ferreira do Zêzere.

A obra de Ilse Losa é recomendada pelo Plano Nacional de Leitura para os alunos do 5º ano de escolaridade.

Sobre a autora de “O Princípe Nabo”

Ilse Lieblich Losa (Melle-Buer, 20 de março de 1913 — Porto, 6 de janeiro de 2006) foi uma escritora portuguesa de origem judaica.

Nascida na Alemanha, frequentou o liceu em Osnabrück e Hildesheim e mais tarde um instituto comercial em Hannover.

Ameaçada pela Gestapo de ser enviada para um campo de concentração devido à sua origem judaica, abandonou o seu país natal em 1930.

Deslocou-se primeiro para Inglaterra onde teve os primeiros contactos com escolas infantis e com os problemas das crianças.

Chegou a Portugal em 1934, tendo-se fixado na cidade do Porto, onde casou com o arquiteto Arménio Taveira Losa, tendo adquirido a nacionalidade portuguesa.

O Princípe Nabo sobe ao palco em Ferreira do ZêzereEm 1943, publicou o seu primeiro livro “O mundo em que vivi” e desde dessa altura, dedicou a sua vida à tradução e à literatura infanto-juvenil, tendo sido galardoada em 1984 com o Grande Prémio Gulbenkian para o conjunto da sua obra dirigida às crianças.

Em 1998 recebeu o Grande Prémio de Crónica, da APE (Associação Portuguesa de Escritores) devido à sua obra À Flor do Tempo.

Colaborou em diversos jornais e revistas, alemães e portugueses, está representada em várias antologias de autores portugueses e colaborou na organização e traduziu antologias de obras portuguesas publicadas na Alemanha.

Traduziu do alemão para português alguns dos mais consagrados autores e segundo Óscar Lopes “os seus livros são uma só odisseia interior de uma demanda infindável da pátria, do lar, dos céus a que uma experiência vivida só responde com uma multiplicidade de mundos que tanto atraem como repelem e que todos entre si se repelem”.

Pretende divulgar um evento da sua localidade ou associação?

Na OvoTV pode fazê-lo GRATUITAMENTE, não tendo de pagar para divulgarmos o seu evento, desde que o mesmo decorra no concelho de Ferreira do Zêzere.

Para enviar informação sobre o evento, por favor, contacte-nos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Seis novos médicos de família para o distrito de Santarém

Seis novos médicos de família para o distrito de Santarém

Via-Sacra “Uma Vela a Jesus”