Wakeboard de regresso ao Lago Azul
in ,

Wakeboard de regresso ao Lago Azul

Acolhe pela primeira vez em Portugal, uma etapa do Circuito Profissional de Wakeboard em Cable, o WWA Wake Park World Series (WPWS)

O Lago Azul, em Ferreira do Zêzere, volta a acolher o mundial de Wakeboard, de 25 a 27 de agosto, onde decorrerá, pela primeira vez em Portugal, uma etapa do Circuito Profissional de Wakeboard em Cable, o WWA Wake Park World Series (WPWS).

Os melhores do mundo em cable vêm a Portugal pela primeira vez, sendo que esta etapa será decisiva para o título de campeão que será atribuído na última prova, a ser disputada na Tailândia.

Este é o terceiro campeonato internacional que a região centro de Portugal acolhe, de forma a promover-se como destino de excelência para a prática da modalidade.

Para o Presidente do Município, receber esta iniciativa é “um orgulho para Ferreira do Zêzere”, bem como “ter provas deste nível, com os melhores do mundo”, recordando que “desde 2015 que o nosso espelho de água está no circuito mundial de wakeboard”. “Queremos valorizar o rio”, justificou ainda o autarca.

Para aumentar as expetativas, Dornes, aldeia recém-nomeada finalista no concurso 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias Ribeirinhas, vai acolher a MTV Insomnia Lake Edition no dia 26, com o DJ oficial Pedro Cazanova e ainda Mixtec e Putzgrilla.

“Há uma conjugação de fatores que tornam o Lago Azul, Dornes e Ferreira do Zêzere um destino ainda mais apelativo este verão” disse Jacinto Lopes, acreditando que esta festa vai ajudar na votação final, que vai decorrer dia 3 de setembro em Piodão, recordando que o seu concelho está “a ter reconhecimento a nível nacional e internacional. Aparecemos como o primeiro destino rural do país e acredito que o wakeboard também contribui de forma significativa para esta visibilidade que estamos a ter”.

No Lago Azul estarão alguns dos melhores do mundo, como Tom Fooshee, Jake Pelot e o campeão de 2016, Guenther Oka.

“Ter os melhores do mundo da modalidade novamente em Castelo do Bode é a oportunidade perfeita para mostrar as fantásticas condições que temos para oferecer, especialmente após a abertura da estância de wakeboard, com cinco cables espalhados pelo lago de Castelo do Bode”, disse André Matos, presidente da The WWA Portugal e da Associação Portuguesa de Wakeboard e Wakeskate.

Com um prize money acumulado de 145 mil dólares (cerca de 123 mil euros), a etapa de Portugal é a terceira da Series, que se inicia no Texas, passando pela Califórnia, Portugal, Filipinas e terminando na Tailândia em dezembro.

Além da etapa da WPWS, o calendário inclui também, pela primeira vez, um Circuito Nacional de Cable com três etapas, uma em Fernandaires – Vila de Rei, que decorreu no primeiro fim-de-semana de agosto, outra no Lago Azul – Ferreira do Zêzere e outra no Trizio – Sertã a 9 e 10 de setembro, assim como o Campeonato Nacional de Barco.

Para André Matos “será algo que ainda nunca tínhamos feito”, consciente de que “se somarmos tudo isto vamos ter o maior plano de comunicação que alguma vez fizemos da região e do que temos vinda a defender, que é Castelo de Bode ser a Flórida da Europa”.

Este é um projeto estratégico para o Turismo Centro de Portugal, pela relevância que tem no desenvolvimento turístico e económico da região.

Posicionar Portugal enquanto destino de eleição para a prática da modalidade, tornando-nos o Cluster Europeu de Wakeboard, é o grande objetivo do projeto, revela ainda a organização do evento.

Wakeboard de regresso ao Lago Azul

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Alvaiázere assegura financiamento para o desenvolvimento empresarial

Alvaiázere assegura financiamento para o desenvolvimento empresarial

Alerta para falsos pedidos para recolha de água para análise

Alerta para falsos pedidos para recolha de água para análise