, ,

Gosto

Dornes: Esta noite na RTP1 a eleição das 7 Maravilhas – Aldeias Ribeirinhas (c/ vídeo)

A aldeia mítica do concelho de Ferreira do Zêzere é uma das 7 pré-finalistas na categoria das Aldeias Ribeirinhas e conta com os nossos votos

Dornes: Eleição das 7 Maravilhas começa na gala das Aldeias Ribeirinhas

Dornes, Aldeia da Luz, Escaroupim, Furnas, Santa Clara-a-Velha, Sete Cidades e Vilarinho de Negrões são as sete aldeias ribeirinhas a concurso, hoje, a partir das 21h15, na Gala das 7 Maravilhas, que será transmitida pela RTP.

A votação das 49 aldeias pré-finalistas das 7 Maravilhas de Portugal começa em Santa Clara-a-Velha, no concelho de Odemira, e conta com a participação dos artistas Tatanka dos The Black Mamba e Raquel Tavares.

Esta será a primeira de sete galas eliminatórias, dedicadas às diferentes categorias, sendo as aldeias votadas apenas durante o decorrer do evento, que dura cerca de duas horas, por chamadas telefónicas.

Em cada gala são apuradas duas aldeias finalistas, que seguem para a fase final de votação (de 27 de agosto a 3 de setembro).

Para mentor musical do projeto, a Produtora Tavolanostra escolheu Tatanka, vocalista dos The Black Mamba, que, ao longo das galas, irá proporcionar momentos acústicos “únicos e intimistas” com os artistas convidados.

Em Santa Clara-a–Velha, será a fadista Raquel Tavares a subir ao palco.

De acordo com a organização das 7 Maravilhas, “estão reservados outros momentos especiais em cada noite, com a interpretação conjunta de temas da música tradicional portuguesa, com a presença de artista ou grupo de cada região”.

Abordagens marcadas “pela simplicidade, momentos de dança contemporânea, serão instantes de tributo à essência das nossas gentes e à beleza do nosso território”.

Depois do património histórico, da natureza, da gastronomia, das praias e das construções portuguesas edificadas além-fronteiras, o foco das 7 Maravilhas são agora as aldeias.

Após um primeiro evento dedicado às Ribeirinhas, segue-se a gala de Paderne, a 16 de julho, com as Aldeias Rurais, e Azenhas do Mar, no dia 23, com as Aldeias de Mar.

A gala das Aldeias Remotas está marcada para o dia 30, em Branda da Aveleira, e a das Aldeias Autênticas acontece em Podence, no dia 6 de agosto.

Dornes: Esta noite na RTP1 a eleição das 7 Maravilhas - Aldeias Ribeirinhas (c/ vídeo)

Monsanto recebe a gala das Aldeias Monumento, a 13 de agosto, e Porto Martins, na ilha Terceira, a gala das Aldeias em Áreas Protegidas, a 20 de agosto.

No dia 27 de agosto, a RTP transmite um programa dedicado às 14 aldeias apuradas, seguindo-se uma semana de votações. É no Piódão, a 3 de setembro, que as eleitas serão conhecidas.

Nas próxima galas, os artistas convidados são Os Azeitonas, António Zambujo, Áurea, Mariza Liz, The Black Mamba, Ana Bacalhau, Lúcia Moniz e Luísa Sobral.

Performances que pretendem retratar, “de forma abstrata, as vivências, a diversidade, a essência, a beleza e o orgulho pelo nosso território”, mostrando “a aldeia como local vivo”.

Não existe limite de votos por participante

De acordo com o site das 7 Maravilhas, os números de votação por aldeia serão revelados durante o programa, sendo que a votação decorrerá apenas durante a sua transmissão.

Cada chamada terá o custo de 60 cêntimos (mais IVA), não existindo limite de votos por participante.

Da lista de sete pré-finalistas vão ser eleitas as duas aldeias mais votadas. No total das sete categorias passam 14 aldeias a finalistas.

Dornes terá como madrinha a atriz Patrícia André

Com raízes no concelho de Ferreira do Zêzere, a atriz Patrícia André – que participou na novela “A Rainha das Flores”,  transmitida pela SIC com alguns dos seus episódios gravados em Dornes ou “O Sábio” (RTP) – foi convidada para ser a madrinha da candidatura de Dornes no concurso “7 Maravilhas de Portugal”.

Patrícia André aceitou o convite sem hesitações dado que, apesar de ter nascido em Lisboa, continua a manter uma ligação umbilical com a terra onde passou os verões, na infância, e onde atualmente residem os seus pais.

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Estacionar em lugar de deficientes passa a ser contraordenação grave

Estacionar em lugar de deficientes passa a ser contraordenação grave

175 anos de Filarmónica Ferreirense ao serviço da cultura (c/ vídeo)