Já é conhecido o cartaz da Festa do Emigrante 2018

Mickael Carreira e Calema já tinham sido anunciados em dezembro

0 76

De 10 a 12 de agosto, Ferreira do Zêzere vai engalanar-se para receber mais uma edição da Festa do Emigrante e do Depe.Nicar, com um cartaz promissor e com nomes sonantes.

A Festa do Emigrante que irá decorrer no Mercado Municipal, vai acolher também a Mostra Industrial e Comercial do concelho, assim como a Exposição de Artesanato e Produtos Locais.

No dia 10 de agosto, a abertura oficial da festa decorrerá pelas 19h00 e trinta minutos depois, a Escola de Concertinas de Dornes irá animar o recinto.

Pelas 22h00, a Banda Réplika sobe ao Palco Tradição, abrindo caminho para um dos concertos mais esperados do ano em Ferreira do Zêzere e que terá início pelas 23h30 no Palco Principal, com Mickael Carreira, cantor e letrista português de música de expressão portuguesa que alterna entre os géneros Pop, Soul, Ligeira e Latina.

Já é conhecido o cartaz da Festa do Emigrante 2018

Mickael herdou o apelido artístico Carreira do nome artístico do pai Tony Carreira, sendo também conhecido entre os fãs por Micka.

Com três álbuns de estúdio lançados, dois álbuns de edição especial, e um álbum ao vivo, Mickael obteve um total de 6 discos de ouro e 9 de platina, o que equivale a 170 mil cópias vendidas

No sábado, dia 11, o Mercado Semanal irá decorrer dentro da normalidade e pelas 09h00, no Lago Azul, o Wakeboard Open Day’s Wake Séries ’18.

O início da Festa do Emigrante será pelas 17h30, com a abertura das tasquinhas, zona de artesanato, mostra industrial e comercial do concelho e feira do livro.

Às 18h00, irá desfilar e atuar o Grupo de Concertinas da Casa do Povo de Ferreira do Zêzere, sendo que pelas 20h00, o Palco Tradição vai receber as Filarmónicas Ferreirense e Frazoeirense, após desfile pelo recinto.

Em noite animada no Palco Tradição, pelas 21h30, será o Grupo Ritmo Dourado a começar de animar a noite, seguindo-se pelas 22h30, o artista Xico à Portuguesa, concorrente do Got Talent 2018 e que homenageia algumas das grandes músicas populares do nosso país com cancões muito divertidas e fados humorísticos.

Segundo o artista, sobe ao palco com um grande sentido de responsabilidade, pois “é com imenso gosto que vou cantar na terra da minha Mãe… Onde tenho raízes, família, gente importante… Para alem de ser uma grande responsabilidade e também um imenso gosto dar alguma alegria a tão importante gente da minha vida”

Pelas 23h30 será a vez dos Calema, que irão atuar no Palco Principal, sendo uma dupla composta por dois irmãos e que nasceu em 2006 em São Tomé e Príncipe, denominada “Estrela do Sul”, fazendo jus a origem natal, concretamente a zona de S. João dos Angolares, devido a sua peculiaridade e a forma de expressão no palco, como um fogo ateia as folhas secas, bem como o dia e a noite é somente uma questão de luz, rapidamente os nome dos mesmos, ascenderam como uma promessa de sucesso, a esse jovens dá-se pelo nome de António Mendes Ferreira e Fradique Mendes Ferreira.

Em 2006 nascia em São Tomé e Príncipe, uma dupla composto por dois irmãos, denominada “Estrela do Sul”, fazendo jus a origem natal, concretamente a zona de S. João dos Angolares, devido a sua peculiaridade e a forma de expressão no palco, como um fogo ateia as folhas secas, bem como o dia e a noite é somente uma questão de luz, rapidamente os nome dos mesmos, ascenderam como uma promessa de sucesso, a esse jovens dá-se pelo nome de António Mendes Ferreira e Fradique Mendes Ferreira. Hoje, conhecidos por todos por “Calema”, esses jovens percorrem o mundo levando a imagem das ilhas, fiéis às suas origens, explicam com pormenores o porquê da mudança do nome da dupla. “Em 2009 procuramos um nome mais curto e que tivesse uma melhor significado, e o escolhido mutuamente foi Calema, que significa uma especial ondulação na costa Africana, como as ondas ao chegar a praia trazem consigo sempre alguma coisa, historias, saudades, sentimentos, nós trazemos: a música, emoções, a nossa cultura, o sol etc.”.

Hoje, conhecidos por todos por “Calema”, esses jovens percorrem o mundo levando a imagem das ilhas, fiéis às suas origens, explicam com pormenores o porquê da mudança do nome da dupla.

“Em 2009 procuramos um nome mais curto e que tivesse uma melhor significado, e o escolhido mutuamente foi Calema, que significa uma especial ondulação na costa Africana, como  as ondas ao chegar a praia trazem consigo sempre alguma coisa, historias, saudades, sentimentos, nós trazemos: a música, emoções, a nossa cultura, o sol etc.”.

No domingo, dia 12, a manhã começa novamente no Lago Azul, com mais um prova de Wakeboard Open Day’s, evento que irá durar até cerca das 13h00.

Pelas 17h30 decorre a abertura das tasquinhas, zona de artesanato, mostra industrial e comercial do concelho e feira do livro.

A etnografia e tradição terá lugar pelas 18h00, com o desfile e encontro de folclore que vai decorrer no Palco Tradição que conta com a participação do Rancho Etnográfico da Vila de Pias, Rancho Etnográfico da Alegria do Alqueidão de Santo Amaro e Rancho Folclórico do Beco de Santo Aleixo.

O mesmo palco vai receber pelas 20h00, a atuação do Grupo de Cantares do Zêzere, seguindo-se a atuação do grupo Os Amigos da Concertina.

Para fechar o certame, a Banda T irá subir ao Palco Principal para mais um concerto.

Já é conhecido o cartaz da Festa do Emigrante 2018

Pretende divulgar um evento da sua localidade ou associação?

Na OvoTV pode fazê-lo GRATUITAMENTE, não tendo de pagar para divulgarmos o seu evento, desde que o mesmo decorra no concelho de Ferreira do Zêzere.

Para enviar informação sobre o evento, por favor, contacte-nos

Quer receber as nossas notícias no seu email?
Assine para receber as últimas notícias publicadas na OvoTV
Pode cancelar os emails a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.