Apresentação do Transporte a Pedido em Ferreira do Zêzere
in ,

Apresentação do Transporte a Pedido em Ferreira do Zêzere

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo tem vindo a desenvolver o projeto para promover novas soluções de transporte público

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo tem vindo a desenvolver o projeto transporte a pedido com o objetivo de promover novas soluções de transporte público, adaptadas às zonas de baixa densidade populacional.

Trata-se de um serviço de transporte público que permite dar uma resposta eficiente aos problemas de mobilidade que se verificam na região, proporcionando uma oferta de serviços de transporte coletivo em zonas com baixa densidade populacional, numa lógica de inclusão social.

Face ao interesse público deste projeto, e com o objetivo de contribuir para a melhor divulgação deste novo serviço de transporte junto das populações locais, a Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere e a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo convidam a população a estar presente em sessão de apresentação do projeto, que se irá realizar no próximo dia 07 de julho, pelas 18h, no Edifício Paços do Concelho.

O Transporte a Pedido, à semelhança do transporte coletivo regular, tem circuitos, paragens e horários definidos.

No entanto, os serviços de transporte a pedido distinguem-se do transporte regular porque pressupõem que o cliente desencadeie a viagem, contactando previamente uma central de reservas.

Deste modo, as viaturas só efetuam os percursos se, antecipadamente, o serviço tiver sido solicitado, e só vão às paragens que tiverem reservas.

Neste contexto, encontra-se a ser operacionalizada uma nova fase do projeto, que contempla o alargamento do serviço de Transporte a Pedido ao concelho de Ferreira do Zêzere, estado programada a entrada em funcionamento deste serviço durante o presente mês de julho.

Mas como funciona o Transporte a Pedido?

À semelhança do transporte coletivo regular, o Transporte a Pedido tem circuitos, paragens e horários definidos.

No entanto, distinguem-se do transporte regular porque o cliente é que desencadeia a viagem, através do seu pedido para uma central de reservas.

Deste modo, as viaturas só efetuam os percursos se, antecipadamente, o serviço tiver sido solicitado e só vão às paragens que tiverem reservas.

As reservas deverão ser efetuadas até às 15h do dia útil anterior ao dia da viagem, através de chamada gratuita para o número 800 209 226.

As chamadas são gratuitas e será a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo a assegurar o registo das reservas que forem efetuadas e fornecerá ao operador de transportes o plano de serviços de transporte a efetuar no dia seguinte, discriminando as paragens a servir e os passageiros a recolher em cada paragem.

Poderão existir reservas de última hora (reservas feitas após as 15:00h), todavia estas só serão aceites para paragens que já tenham reservas registadas.

Os serviços de Transporte a Pedido poderão ser efetuados por autocarro (de 16 lugares sentados e 7 em pé) ou táxi (de 8 ou de 4 lugares), sendo que os veículos serão facilmente identificáveis através de um dístico referente ao projeto.

Também os pontos de paragem estão devidamente assinalados com um poste de cor azul e placa identificativa do serviço.

Os bilhetes referentes aos serviços de transporte serão cobrados viagem a viagem, aquando do embarque no veículo. O bilhete será pago diretamente ao motorista, o qual passará ao passageiro um comprovativo de pagamento.

Estão definidas quatro tarifas em função da distância: 1,20€, 2,10€, 2,80€ e 3,80€. Estes preços são mais elevados do que os preços cobrados nas carreiras interurbanas, mas inferiores aos praticados pelos táxis.

Existe ainda a possibilidade da carteira de bilhetes pré-comprados, ficando respetivamente em 8,40€, 14,70€, 19,60€ e 26,60€, sendo a validade destas carteiras de apenas dois meses após a primeira viagem.

Os preços foram definidos para garantir o equilíbrio possível entre as despesas e as receitas de modo a evitar graves prejuízos, podendo virem a ser alterados em função dos resultados desta experiência piloto nomeadamente do número de passageiros que aderirem a este projeto.

O cliente é levado até ao seu destino final (uma das paragens definidas), podendo o veículo ser partilhado com outros clientes cujas viagens têm um padrão idêntico ou se intercetam.

Este serviço de transporte encontra-se muito desenvolvido em França, nos países do norte da Europa (Suécia, Finlândia, Holanda, Bélgica e Alemanha), em Inglaterra e na Itália Setentrional.

Pelo contrário, registam-se poucas experiências em Espanha e Itália, ainda que as estas se tenham vindo a multiplicar.

Experiência Piloto em Mação

A experiência piloto do serviço de Transporte a Pedido no Médio Tejo teve início no concelho de Mação a 21 de janeiro de 2013.

De entre os municípios do Médio Tejo foi selecionado o concelho de Mação para arranque da experiência piloto devido a diversos fatores técnicos como seja: a dispersão urbana, o envelhecimento da população, e a grande carência de transportes públicos.

No concelho de Mação existem zonas onde a oferta de transporte público regular não existe (no período de férias escolares) ou é limitada a duas circulações por dia (no período escolar), uma de manhã, no sentido da sede de concelho, e outra ao final da tarde, no sentido inverso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Night Runners esta noite em Ferreira do Zêzere

Night Runners esta noite em Ferreira do Zêzere

Quatro julgamentos em seis meses

Quatro julgamentos em seis meses