À Conversa com Hugo Azevedo (c/ vídeo)
in

À Conversa com Hugo Azevedo (c/ vídeo)

Em dia de Festa da Ascenção e falando sobre diversos temas da União de Freguesias

A OvoTV esteve à conversa com Hugo Azevedo, durante a Festa da Ascenção, sendo que os eventos da União de Freguesia estiveram em destaque.

OT: Feira da Ascenção, mais um projeto que está a trazer bons frutos à União de Freguesias

HA: Mais um ano, o terceiro consecutivo e está muito agradável.

OT: Embora este ano tenha calhado no fim-de-semana das celebrações em Fátima…

HA: Nós não notamos que nao tenhamos aqui pessoas por causa de Fátima, foi sim antes, o que nos causou alguns transtornos, pois tivemos aqui 600 peregrinos durante a laboração da feira, mas tudo se faz.

OT: No entanto a União de Freguesias tem mais dois projetos a começar em breve.

HA: Sim, as Jornadas de Saúde em Movimento, vamos na 5ª edição.

OT: E o que as pessoas vão poder encontrar nessas jornadas?

HA: Nas jornadas, este ano tentamos fazer algo diferente, mas pelo vamos ter aqui mais uma vertente das medicinas alternativas, mas acaba por não conseguirmos fazer tão diferente como queriamos, mas em princípio, vamos fazer uma caminhada no sábado para toda a população e no domingo, vamos fazer então as jornadas de saúde com uma série de valências em termos de rastreios, com muitos provedores, desde o auditivo, ao oftalmológico. A UCC de Ferreira do Zêzere vai cá estar para medir a glicémia, todos aqueles rastreios que são normais e claro, o gesto mais nobre, que é a colheita de sangue, desde as 9h da manhã à uma e meia da tarde com a delegação de Coimbra que vai cá estar.

OT: Seguidamente será a festa de Avecasta.

HA: Infelizmente a nossa freguesia que já teve uma série de dez ou doze festas, vai ter duas este ano, vai ser Avecasta e Areias da Serra. Numa freguesia com 1200 habitantes, temos duas festas e temos que apoiar que ainda faz este esforço e ainda bem. A Festa de Avecasta, pelo que já vi do cartaz, promete, costuma ser uma festa de referência aqui na freguesia e penso que vai continuar a ser.

OT: E Avecasta que esteve recentemente em destaque na RDP Internacional.

HA: É verdade, fui contactado como presidente de junta pela RDP, que no concelho de Ferreira do Zêzere tinham escolhido Avecasta e depois claro, junta-se o útil ao agradável, porque eu disse à jornalista que foi a minha aldeia até aos 31 anos, é a minha aldeia do coração, não posso esconder a verdade e foi com todo o gosto que dei essa entrevista para a RDP e é bom termos uma aldeia da freguesia e do concelho a passar na RDP.

OT: E projetos em relação ao moinho, à gruta?

HA: O moinho, recuperamos agora recentemente, com 700/800 euros que investimos em alguns pequenos pormenores, com o apoio da Fundação Maria Dias Ferreira e o qual agradecemos. O moinho neste momento está pronto a funcionar, infelizmente o nosso moleiro já tem uma certa idade e vai ser difícil substituí-lo nesse aspecto. A gruta, nós temos tentado junto da Câmara Municipal, eu vou lembrando muitas vezes o senhor Presidente, os senhores vereadores, para tentarem que a gruta não caia em esquecimento, há um projeto que a Câmara tem, assumíu nas eleições e espero que vá para a frente, porque realmente não é positivo a gruta estar fechada, há pessoas a quer visitar e não conseguem. Devia-se tentar fazer qualquer coisa, sabendo que as verbas, quando é a arqueologia e há crise, é uma das áreas que fica para trás.

OT: Com uma União de Freguesias tão rica arqueológicamente, com os algares, muitos deles fechados.

HA: Sim, nós temos aqui uma panóplia de elementos patrimoniais que podíamos pegar, os fornos da cal, os algares, a gruta, o próprio moinho também, a Torre de D. Gaião, mas aí a Câmara fez já uma reunião com os proprietários, para tentar fazer uma candidatura, porque a torre está lá, tem uma história, as sepulturas, as pias em Pias e aproveito aí para dizer, enquanto junta de freguesia vamos intervir, pois havia uma candidatura que caíu por parte da Câmara Municipal e vamos fazer pequenas obras de melhoramento às pias, assim como o próprio Pego. Nós, junta de freguesia já pedimos à Câmara Municipal que mude em sede de PDM, que consegui-se reunir os meios para que um dia mais tarde viesse a ser património, para classificar o Pego para pudermos fazer uma intervenção, porque está em terrenos privados e os privados não estão muito disponíveis, pelo menos a vender ao preço de custo.

OT: Tudo isso pode ser uma mais valia para a União de Freguesias, até mesmo para o concelho, até porque tudo isso é uma forma de chamar turismo.

HA: Em termos turísticos, esta panóplia de elementos que acabei de dizer, todos reunidos então era muito rico, mas que nós conseguíssemos pegar em dois ou três era muito bom.

OT: Mas hoje ficamos aqui pelo centro de Areias, pela festa da Ascensão, onde já se viu a população a rir a bom grado com os cantares ao desafio.

HA: (risos) É verdade, é o grupo que nós trouxemos de Braga. Tentamos sempre dinamizar a feira com algo que nós nem todos os dias conseguimos ver cá e este é mais um grupo, como os Amigos da Sobreposta, que cá estiveram no ano passado, este é o Grupo do Borguinha e da Adília de Arouca, logo à tarde vão dar um espetáculo em palco, vão andar também aí pelas tasquinhas a inventar versos para brincar. Queremos mesmo criar esta dinâmica aqui, depende do fruto do tempo, com muito frio e não sei o que é pior, se a chuva se o frio, a população ainda não está a aderir com nós gostavamos, pois tivemos aqui uma noite não muito boa, pois estava muito frio e vamos ver agora da parte da tarde, as pessoas estão a chegar, o nosso trabalho está feito, as condições estão criadas, agora basta aparecer população para ser mais um bom evento.

OT: Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Espetáculo de Ballet da Associação de Marinheiros

Espetáculo de Ballet da Associação de Marinheiros

Apresentação do livro "Cresce Comigo" de Ana Godinho

Apresentação do livro “Cresce Comigo” de Ana Godinho