Ferreira do Zêzere apresenta segundo preço das habitações mais elevado do Médio Tejo por m2

O concelho sofreu um aumento de 17,49% no preço mediano de venda de habitações por m2

0 49

Ferreira do Zêzere é o segundo concelho do Médio Tejo com o preço mediano de venda de habitações por m2 mais elevado entre os treze concelhos da Comunidade Intermunicipal, só superado pelo vizinho concelho de Ourém, segundo o Instituto Nacional de Estatística.

Com o valor médio do preço das habitações na Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo a situarem-se nos 548 euros por m2, apenas Ourém com 655 euros por m2, Ferreira do Zêzere com 631 euros por m2, Tomar com 598 euros por m2 e Torres Novas com 562 euros por m2 estão acima da média.

Do lado oposto da tabela, podemos encontrar dois municípios onde o preço das habitações não chega aos 250 euros por m2:  Sardoal com 237 euros por m2 e Mação com 228 euros por m2.

Comparando os preços praticados por m2, no Médio Tejo, no terceiro trimestre de 2016 com o mesmo período de 2017, o concelho de Ferreira do Zêzere foi onde aconteceu o maior aumento de preço, subindo de 535 euros para 631 euros, um aumento de 17,49%, quando a média da Comunidade Intermunicipal se situou 1,86%, sendo que em termos percentuais apenas foi ultrapassado por Torres Novas e Mação, com 18,58% e 27,37%, respetivamente.

De destacar a descida do preço por m2 nos concelhos de Constância, Entroncamento, Ourém e Vila Nova de Barquinha.

 3º trimestre de 20163º trimestre de 2017Variação
Abrantes4494612,67%
Alcanena38343012,27%
Constância602515-14,45%
Entroncamento582526-9,62%
Ferreira do Zêzere53563117,94%
Mação17922827,37%
Ourém672655-2,53%
Sardoal2232376,27%
Sertã4805126,67%
Tomar5875981,87%
Torres Novas47456218,56%
Vila de Rei3533571,13%
Vila Nova da Barquinha532503-5,45%
Médio Tejo5385481,85%
Fonte: Instituto Nacional de Estatística

 

Em termos nacionais, o Município de Lisboa continua a manter o preço mediano por m2 mais elevado do país, com 2.315 euros por m2, sendo acompanhado por mais cinco concelhos onde o preço ultrapassa os 1.500 euros por m2: Cascais (1.893 euros), Loulé (1.704 euros), Lagos (1.619 euros), Oeiras (1.572 euros) e Albufeira (1.524 euros).

Do outro lado da tabela encontramos oito municípios onde o preço não atinge os 200 euros por m2: Freixo de Espada à Cinta (197 euros), Crato (189 euros), Pinhel (179 euros), Vimioso (177 euros), Penalva do Castelo (167 euros), Penamacor (162 euros), Figueira de Castelo Rodrigo (144 euros) e Boticas (118 euros).

Quer receber as nossas notícias no seu email?
Assine para receber as últimas notícias publicadas na OvoTV
Pode cancelar os emails a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.