Marchas de Santo António em Ferreira do Zêzere foram abençoadas por São Pedro (c/ vídeo)

Mais de 500 participantes animaram Marchas Populares

0 58

Em dias de meteorologia conturbada, com a chuva a fazer das suas, Santo António conseguiu a benção de São Pedro e as marchas sairam à rua, com muita cor, música, animação e alegria.

Foi assim que decorreu no passado dia 9, com cerca de cinco centenas de marchantes a desfilar e muito público presente.

Mais uma vez as coletividades mostraram empenho e brilho no vestuário, adereços, coreografia e arranjos musicais e não pouparam esforços para agradar às centenas de espectadores que se juntaram na Praça Dias Ferreira, no largo em frente à Igreja Matriz e, por fim, no Pavilhão 2000.

Apesar de não haver caráter competitivo entre as diversas marchas, o que é facto é que os grupos participantes tem revelado cada vez mais empenho nesta atividade, que já se realiza há 31 anos.

Este ano foram oito as marchas participantes cada uma com o seu tema alusivo à história, ao património ou à cultura local, com destaque para as referências a Ferreira do Zêzere capital do ovo, ao escritor e poeta de Águas Belas, Sá Flores e às aldeias do Concelho.

Pelas ruas principais da vila e nos locais já indicados, desfilaram as marchas do Rancho Folclórico da Alegria do Alqueidão de Santo Amaro, com o tema “Ferreira do Zêzere, Capital do Ovo”, tendo como madrinha Belmira Silva, com letra de Isabel Veríssimo e música e coreografia de Eugénio Mendes.

Rancho Folclórico da Alegria do Alqueidão de Santo AmaroA Associação de Melhoramentos e Bem Estar Social de Areias desfilou com o tema “O Jardim das Maravilhas”, tendo como padrinho o Engº Sérgio Melo, com letra e música de Márcio Cabral e coreografia de Patrícia Gomes.

Associação de Melhoramentos e Bem Estar Social de AreiasO Grupo Desportivo e Rancho Folclórico e Etnográfico da Vila de Pias foi o terceiro grupo a desfilar, com o tema “O Aniversário”, tendo como padrinhos António e Nazaré Ferreira, com música de José Galhardo e Raul Ferrão e coreografia de Luís Marmelo.

Grupo Desportivo e Rancho Folclórico e Etnográfico da Vila de Pias

O Sport Club Ferreira do Zêzere apresentou o tema “Não Sei”, tendo como madrinhas Isabel Mendes e Adélia Bimbas, com letra, música e coreografia de Isabel Mendes.

Sport Club Ferreira do Zêzere

Seguiu-se o Agrupamento do Escuteiros 988 de Ferreira do Zêzere e Centro Reabilitação e Integração de Ferreira do Zêzere com o tema “Festival da Eurovisão”, tendo como madrinha Leonilde António com letra e música de Leonilde António e Bandinha da Alegria e coreografia de Leonilde António

Agrupamento do Escuteiros 988 de Ferreira do Zêzere e Centro Reabilitação e Integração de Ferreira do Zêzere

A Associação Desportiva e Recreativa de Águas Belas apresentou o tema “Tributo a Sá Flores, Escritor Aguabelense”, tendo como padrinhos Luisa Graça e Fernando Graça, com letra e coreografia de Rui Pascoal e música de Márcio Cabral.

Associação Desportiva e Recreativa de Águas Belas

A ordem de desfile foi invertida entre as duas marchas finais, com a Sociedade Filarmónica Ferreirense a desfilar com o tema “As Aldeias da Freguesia”, tendo como madrinha Dulce Figueiredo, com letra e música de Américo Antunes e Pedro Henriques e coreografia de João Henriques.

Sociedade Filarmónica Ferreirense

A Casa do Povo de Ferreira do Zêzere foi a última marcha a desfilar, com o rema “Marcha do Ovo”, tendo como padrinhos Manuela Martins e Dr. Vicente Martins, com letra e música de Raul Saramago e coreografia de Luís Marmelo.

Casa do Povo de Ferreira do Zêzere

Cada marcha recebe um incentivo de 2.500 euros do Município como ajuda à comparticipação nas despesas, sendo que a execução dos fatos e adereços tem custos que seriam incomportáveis para as coletividades.

Para o Presidente da Câmara, Jacinto Lopes, as marchas populares representam “um trabalho de excelência que deve ser acarinhado e acima de tudo incentivado por todos os ferreirenses”.

No livro de apresentação das marchas distribuído durante o evento, podemos ler na mensagem do Presidente que “os laços de bairrismo e de dedicação que une esta tradição, vincados e bem visíveis nas coletividades que participam, assim como os valores comunitários e dinamismo associativo que este evento promove e que a pouco e pouco vão passando para as novas gerações, fazendo com que cada edição das marchas de Santo António seja uma experiência inesquecível que fica para sempre na história de cada um em particular e para a comunidade ferreirense em geral”.

Este ano, a assistir às marchas ao lado dos autarcas de Ferreira do Zêzere estava o Presidente da Câmara de Ribeira Grande em Cabo Verde, Manuel Monteiro de Pina, Município com quem tem havido parcerias que vão culminar com um acordo de geminação.

Quer receber as nossas notícias no seu email?
Assine para receber as últimas notícias publicadas na OvoTV
Pode cancelar os emails a qualquer momento
Pode Ser do seu interesse

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

x

Usamos cookies para oferecer a melhor experiência on-line. Ao aceitar, concorda com o uso de cookies de acordo com nossa Política de Cookies.