Tempestade Félix deixou marcas no concelho de Ferreira do Zêzere

0
37
Tempestade Félix deixou marcas no concelho de Ferreira do Zêzere

Depois da Emma, a tempestade Félix chegou a território nacional, atingindo o nosso país na madrugada de sexta-feira.

Nessa mesma madrugada, os bombeiros de Ferreira do Zêzere foram alertados para o desabamento parcial de uma fachada, na Frazoeira e que resultou num desalojado, tendo sido o idoso alojado temporariamente, nesse mesmo dia, numa instituição.

Segundo Hélio Antunes, vereador da Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere com o pelouro da Ação Social, a casa encontrava-se em mau estado de conservação e que o seu proprietário havia sido avisado “há muito tempo” para a necessidade de fazer obras.

O desabamento ocorreu devido a infiltrações, tendo a chuva sido a “gota de água”, disse o autarca, salientando que não se trata de um caso de necessidade social e que o proprietário regressará à sua habitação depois de realizar as obras necessárias.

Hélio Antunes afirmou ainda que as chuvas dos últimos dias têm provocado alguns “pequenos deslizamentos” de terras no concelho, essencialmente devido a erosão em terrenos afetados pelos três incêndios ali ocorridos no verão passado e às operações de limpeza no âmbito da prevenção de fogos florestais.

Tempestade Félix deixou marcas no concelho de Ferreira do Zêzere
Imagem CMTV

Nessa mesma sexta-feira, na Castanheira, uma outra habitação foi também parcialmente destruída, devido a um entupimento no sistema de canalização de drenagem, acabando por provocar o deslizamento de parte da encosta, destruindo assim parcialmente a habitação, enquanto a garagem ficou destruída na sua totalidade.

Segundo Mário Sousa, já tinha existido um aviso cerca de três dias antes, mas efetuada a limpeza, não esperava que voltasse a acontecer e muito menos com esta dimensão.

A Estrada Nacional 238 foi outro dos locais extremamente afectado pela tempestade Félix, onde se registaram diversas inundações e queda de pedras, obrigando também a intervenção da Infraestruturas de Portugal, entidade responsável por esta via.

De registar ainda o corte temporário da estrada entre o “Zé Pintor” e a Estalagem e Apartamentos do Lago, devido à queda de detritos.

A queda de árvores foi registada um pouco por todo o concelho, com os soldados da paz do concelho a serem “obrigados” a intervir em diversas situações um pouco por todo o concelho.

Entre sexta-feira e as 17h deste domingo, o distrito de Santarém era o segundo distrito com maior registo de ocorrências provocadas pelo mau tempo.

Segundo o IPMA, a tempestade Félix terá já abandona o nosso país, mas é de prever o regresso das chuvas fortes ainda durante esta semana.

Na região, mantém-se ativado o Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo e o controlo de descargas das barragens dos dois lados da fronteira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here