in

Voto de protesto contra os CTT aprovado por unanimidade

Jacinto Lopes diz que “todos os dias tem recebido queixas em relação à entrega da correspondência”

Voto de protesto contra os CTT aprovado por unanimidade

O serviço prestado pelos CTT no concelho de Ferreira do Zêzere foi alvo de um voto de protesto pelo executivo camarário, tendo sido aprovado por unanimidade.

Com Jacinto Lopes, Presidente do Munícipio a dar conta que “todos os dias tem recebido queixas em relação à entrega da correspondência” que chega muito tarde e por vezes é entregue na morada errada, sendo que há cartas que são importantes pois há prazos de pagamento a respeitar.

O mesmo se passa em relação aos flyers dos candidatos às Autárquicas 2017 que não estão a chegar a todos os munícipes.

Para o presidente do executivo “é sinal que algo está a correr muito mal. Pagam-se para que sejam entregues e passados 15 dias ou três semanas vemos que não foram”, recordando o investimento que a autarquia fez na toponímia e na atribuição dos números de polícia para facilitar a distribuição do correio.

Já em abril do ano passado, o jornal Despertar do Zêzere fazia referência a este problema, sobre os “atrasos na distribuição tem sido notados nos últimos tempos, com maior incidência neste último mês. À conversa com um empresário dos Carvalhais, em Ferreira do Zêzere, o mesmo desabafou que chega a receber correspondência semana e meia depois da data de envio, e não 3 a 4 dias com previsto pelos correios.

Em Dornes, as queixas da população chegam mais longe, além dos atrasos na distribuição, são frequentes os erros na entrega, com correspondência a ser deixada em outras moradas, que não a dos destinatário.

No Beco, o atraso na distribuição também tem afetado a população, com a correspondência a chegar aos destinatários com cerca de semana e meia de atraso, ou como podemos ler no facebook de uma residente no Beco.

Da mesma maneira como esta cidadã refere o seu problema, a população tem manifestado o seu desagrado por causa de outras documentos que recebem por correio, com prazos de pagamento mais reduzidos e que por não serem cumpridos, são obrigados a pagar coimas.

A população tem atribuído estes atrasos às mudanças que a empresa tem sofrido e com a pressão a que são submetidos os carteiros, especialmente devido à distância que tem de percorrer de forma diária até ao centro de distribuição em Tomar.”

No Portal da Queixa é possível encontrar diversas reclamações sobre a prestação de serviços dos CTT, sendo o problema da distribuição um problema recorrente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ferreira do Zêzere entre os cem municípios com melhor eficiência financeira

Ferreira do Zêzere entre os cem municípios com melhor eficiência financeira

Reformas antecipadas chegam mesmo no último trimestre

Reformas antecipadas chegam mesmo no último trimestre