40 anos de Eleições Autárquicas
in

40 anos de Eleições Autárquicas

Conheça os resultados das eleições autárquicas em Ferreira do Zêzere no período pós 25 de Abril

A 12 de dezembro de 1976 realizaram-se as primeiras eleições autárquicas em Portugal, nas quais PS e PSD venceram no mesmo número de Câmaras, mas os socialistas tiveram mais votos a nível nacional. E em Ferreira do Zêzere?

As autárquicas de 1976 terminaram um ano em que se realizou um ciclo de cinco eleições, iniciado dois anos após a Revolução de Abril, com a eleição de Mário Soares como primeiro-ministro de um Governo socialista minoritário, a 25 de abril de 1976.

A 27 de junho do mesmo ano, Ramalho Eanes foi eleito o primeiro “Presidente de todos os portugueses” após o 25 de Abril, com o slogan “Muitos prometem, Eanes Cumpre”. No mesmo dia realizaram-se eleições regionais para a Madeira e para os Açores.

Anteriormente, os presidentes de Câmara não eram eleitos, mas nomeados pelo poder político, como administradores de cidades e vilas, pelo que a eleição autárquica era uma novidade.

Em Ferreira do Zêzere, nas primeiras eleições autárquicas, em 1976, eram quatro partidos a disputarem o Município, existindo no concelho, 8.757 cidadãos recenseados.

Apenas 4.673 (53,36%) eleitores exerceram pela primeira vez o seu direito de voto, sendo que 139 (2,97%) votaram em branco e 182 (3,89%) votos foram considerados nulos, sendo de registar uma abstenção de 46,64%, uma média muito superior à média nacional, que se ficou nos 35,24%.

Venceu as eleições o PPD/PSD, com 1.738 (37.19%) votos, seguido do CDS com 1.316 (28,16%) votos, do PS com 1.165 (24,93%) votos e a FEPU (Frente Eleitoral Povo Unido) com 133 (2,85%) votos.

Foram eleitos António Teixeira Antunes (PPD/PSD), José Maria Teixeira Júnior (CDS), José Carlos da Silva Ferreira Lopes (PS), Rui Pena Monteiro Baptista (PPD/PSD) e António Cotrim da Silva (CDS).

A 16 de dezembro de 1979 decorreram as segundas eleições para o poder local desde do 25 de Abril de 1974.

Com o Partido Social-Democrata (PPD/PSD), o Centro Democrático Social (CDS), o Partido Popular Monárquico (PPM) e reformadores a unirem-se na coligação Aliança Democrática, com o grande impulso do líder histórico do PSD, Francisco Sá Carneiro, Diogo Freitas do Amaral (CDS) e de Gonçalo Ribeiro Teles (PPM), as eleições iam ter um resultado mais desequilibrado.

Com 8.796 cidadãos recenseados no concelho de Ferreira do Zêzere, apenas 5.608 (63,76%) exerceram o direito de voto, com 54 (0,96%) votos em branco e 122 (2,18%) considerados nulos, sendo a abstenção de 36,24%.

A Aliança Democrática venceu no concelho com 4.389 (78,26%) votos, com o PS a registar apenas 844 (15,05%) dos votos e a Aliança do Povo Unido (APU) a conquistar 199 (3,55%) votos.

Foram eleitos António Teixeira Antunes (AD), António Cotrim da Silva (AD), Leopoldino da Maia Pereira (AD), José Maria Teixeira Júnior (AD) e Carlos Antunes Ferreira (AD).

A 12 de dezembro de 1982 decorreram as terceiras eleições autárquicas, com a Aliança Democrática a obter novamente um excelente resultado no concelho.

Com 8.988 cidadãos recenseados, apenas 5.173 (57,55%) exerceram o seu direito, tendo sido registados 203 votos brancos (3,92%) e 167 (3,25) nulos, com a abstenção a ficar-se nos 42,45%.

A Aliança Democrática voltou a ver no concelho, com 3.329 (64,35%) votos, o PS a subir até aos 1.248 (24,13%) e a APU a conquistar 226 (4,37%) votos.

Foram eleitos António Teixeira Antunes (AD), António Cotrim da Silva (AD), Fernando Augusto Matos e Silva Morais (PS), Carlos Antunes Ferreira (AD) e Manuel Duarte Sol (AD).

Com as quartas eleições autárquicas a acontecerem a 15 de dezembro de 1985 e com a Aliança Democrática desfeita, após uma grave crise a nível nacional e que já atravessava nas autárquicas de 1982, PPD/PSD e CDS concorreram separados.

Com 9.186 cidadãos recenseados, apenas 5.489 (59,75%) exerceram o seu direito de voto, com 90 (1,64%) de votos brancos e 150 (2,73%) nulos. A abstenção situou-se nos 40,25%.

Com cinco partidos e coligações na corrida eleitoral, o PPD/PSD alcançou novamente a maioria com 3.977 (72,45%) votos, seguido do CDS com 489 (8,91%) votos, do PS com 396 (6,72%) votos, do Partido Renovador Democrática (PRD) com 254 (4,63%) votos e da APU com 160 (2,91%) votos.

Foram eleitos António Teixeira Antunes (PPD/PSD), José dos Santos e Sousa (PPD/PSD), Luís Ribeiro Pereira (PPD/PSD), António Fernando Lopes Carraço (PPD/PSD) e Francisco Batista (PPD/PSD).

A 17 de dezembro de 1989 decorreram as quintas eleições autárquicas, marcadas novamente pelo equilíbrio eleitoral.

Com 9.267 eleitores recenseados no concelho, apenas 5.672 (61,21%) exerceu o seu direito de voto, com 124 (2,19%) dos votos em branco e 120 (2,12%) nulos. A abstenção fixou-se nos 38,79%.

Novamente com cinco partidos, o PPD/PSD alcançou novamente a maioria com 3.021 (53,26%) votos, seguido do PS com 1.046 (18,44%) votos, do CDS com 1.035 (18,25%) votos, do Partido Renovador Democrática (PRD) com 188 (3,31%) votos e do Partido Comunista (PCP/PEV) com 138 (2,43%) votos.

Foram eleitos António Teixeira Antunes (PPD/PSD), Luís Ribeiro Pereira (PPD/PSD), Fernando António dos Santos Ideias (PS), António Maria Pais Ferreira (CDS) e Manuel da Silva António (PPD/PSD).

A 12 de dezembro de 1993 decorreram as sextas eleições autárquicas, então já marcadas pela saída do então Presidente António Teixeira Antunes, que dizem “tramado” por amigos e conhecidos e sem apoio dos elementos do próprio partido.

Esta eleições ficaram marcadas pela entrada do Movimento Partido da Terra (MPT), fundado quatro meses antes e que conquistou a preferência em três freguesias do concelho: Ferreira do Zêzere, Águas Belas e Dornes, tendo eleito dois elementos no círculo concelhio. No entanto, foi Luís Ribeiro Pereira (PSD) a ganhar as eleições.

Com 9.227 eleitores recenseados, apenas 6.033 exerceram o seu direito, com 160 (2,65%) votos em branco e 189 (3,13%) nulos. A abstenção situou-se nos 34,62%.

Apesar da entrada do MPT, o PPD/PSD venceu com 2.556 (42,37%) votos, seguido do estreante MPT com 1.914 (31,73%) votos, do PS com 742 (12,30%) votos, do CDS-PP com 393 (6,51%) votos e do PCP/PEV com 79 (1,31%) dos votos.

Não foi possível apurar os candidatos eleitos pelo círculo de Ferreira do Zêzere.

Com as sétimas eleições autárquicas a acontecerem a 14 de dezembro de 1997, apenas quatro partidos se apresentaram.

Com 9.028 eleitores recenseados, 5.983 (64,98%) exerceram o seu direito de voto, tendo sido registados 148 (2,47%) votos em branco e 145 (2,42%) nulos. A abstenção situou-se nos 35,02%.

O PPD/PSD venceu estas eleições com 3.221 (53,84%) votos, seguido do MPT com 1.884 (31,49%), do PS com 516 (8,62%), e PCP/PEV com apenas 69 (1,15%) votos, permitindo a recondução de Luís Ribeiro Pereira à frente dos destinos do concelho.

Não foi possível apurar os candidatos eleitos pelo círculo de Ferreira do Zêzere.

A 16 de dezembro de 2001 aconteceram as oitavas eleições autárquicas, marcadas pela saída do MPT a nível concelhio e pelo regresso do CDS-PP.

Com 8.238 eleitores recenseados, menos 790 que nas autárquicas de 1997, 5.962 (72,37%) exerceram o seu direito, tendo sido registados 144 (2,42%) votos em branco e 102 (1,71%) nulos. A abstenção situou-se nos 27,63%.

O PPD/PSD venceu novamente as eleições, com 3.096 (51,93%) votos, seguido do PS com 2.458 (41,23%) votos, do CDS-PP com 110 (1,85%) e do PCP/PEV com 53 (0,89%) votos.

Foram eleitos Luís Ribeiro Pereira (PPD/PSD), Carlos Ferreira Salgado (PS), Manuel da Silva António (PPD/PSD), Carlos Alberto Mendes Martins (PS) e Jacinto Manuel Lopes Cristas Flores (PPD/PSD).

A 9 de outubro de 2005 decorreram as nonas eleições autárquicas, com os resultados de 2005 a serem espelho do que se iria acontecer no concelho.

Com 8.118 eleitores recenseados, apenas 5.733 exerceram o seu direito, tendo sido registados 118 (2,06%) votos em branco e 170 (2,97%) nulos. A abstenção situou-se nos 29,38%.

O PPD/PSD venceu uma vez mais as eleições, com 2.941 (51,30%) votos, seguido do PS com 2.289 (39,83%), do CDS-PP com 115 (2,01%) votos e do PCP/PEV com 100 (1,74%) votos.

Foram eleitos Luís Ribeiro Pereira (PPD/PSD), Carlos Ferreira Salgado (PS), Jacinto Manuel Lopes Cristas Flores (PPD/PSD), Carlos Alberto Mendes Martins (PS) e Manuel da Silva António (PPD/PSD).

As décimas eleições autárquicas aconteceram a 11 de outubro de 2009, sendo assinaladas no concelho com a coligação entre o CDS-PP e o MPT e a entrada do Bloco de Esquerda (BE).

Com 8.285 eleitores recenseados, 5588 (67,45%) exerceram o seu direito de voto, tendo sido registados 112 (2,00%) votos em branco e 87 (1,56%) nulos. A abstenção situou-se nos 32,55%.

O PPD/PSD voltou a vencer, com 2.933 (52,49%) votos, seguido do PS com 2.117 (37,88%) votos, do CDS-PP/MPT com 169 (3,02%), do BE com 135 (2,42%) e do PCP/PEV com 35 (0,63%).

Foram eleitos Jacinto Manuel Lopes Cristas Flores (PPD/PSD), Filipe Vicente Martins (PS), Paulo Jorge Alcobia das Neves (PPD/PSD), Sérgio Manuel Roberto Morgado (PS) e Maria Emília da Silva Figueiredo Benedito (PPD/PSD).

As últimas eleições autárquicas aconteceram a 29 de setembro de 2013, estando recenseados 7.933 eleitores, o número mais baixo de sempre, dos quais apenas 5.302 (66,83%) exerceram o seu direito e nas quais a diferença entre PPD/PSD e PS foi a mais reduzida de sempre.

Foram registados 148 (2,79%) votos em branco e 131 (2,47%) votos nulos, com a abstenção a situar-se nos 33,17%.

O PPD/PSD venceu com 2540 (47,90%) votos, do PS com 2257 (42,57%) votos, do CDS-PP com 192 (3,62%) votos e do PCP/PEV com 97 (1,83%) votos.

Foram eleitos Jacinto Manuel Lopes Cristas Flores (PPD/PSD), António Vicente Martins (PS), Paulo Jorge Alcobia das Neves (PPD/PSD), Elisabete Matias Henriques (PS) e Maria Emília da Silva Figueiredo Benedito (PPD/PSD).

Com as eleições autárquicas a acontecerem a 1 de outubro, quais serão os resultados? Deixe a sua opinião no espaço de comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Boavista vence 1º Torneio LusoX Sports Futsal Cup em Ferreira do Zêzere

Boavista vence 1º Torneio LusoX Sports Futsal Cup em Ferreira do Zêzere

Futebol: Vitória sobre o Caxarias na apresentação ao sócios

Futebol: Vitória sobre o Caxarias na apresentação ao sócios (c/ vídeo)