CHMT: Utentes passam a ter acesso online a resultados de exames
in

CHMT: Utentes passam a ter acesso online a resultados de exames

Medida integrada no Projeto Exames Sem Papel

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) vai dar a possibilidade aos utentes do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) e dos Cuidados de Saúde Primários desta zona da região de Lisboa e Vale do Tejo de terem acesso online aos resultados dos Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica (MCDT) que realizarem.

Esta medida está integrada no Projeto Exames Sem Papel e resulta de um protocolo de colaboração já assinado entre a ARSLVT, o CHMT e os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

O Projeto Exames Sem Papel tem como objetivo desmaterializar todos os processos relacionados com os MCDT, assim como assegurar que toda esta informação acompanha o utente e os profissionais de saúde em suporte digital.

O primeiro passo será dado com o CHMT, que funcionará como o primeiro ponto de teste regional. Posteriormente, pretende-se alargar, de forma progressiva, esta possibilidade a mais instituições da ARSLVT.

Para a presidente do Conselho Diretivo da ARSLVT, Rosa Valente de Matos, “esta ferramenta é fundamental e um marco no reforço do poder do cidadão, que vê, assim, melhorada a acessibilidade e a comodidade no âmbito do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”.

Os utentes que derem o seu consentimento vão passar a receber uma notificação, através de um sms ou de um email, logo que os resultados dos MCDT de Patologia Clínica estiverem disponíveis.

Depois, basta acederem à Área do Cidadão da Plataforma de Dados da Saúde para consultarem o documento PDF com os resultados dos exames que podem ter sido pedidos tanto no âmbito de uma consulta nos Cuidados de Saúde Primários como numa Consulta Externa do CHMT.

Além de reforçar a aproximação dos cidadãos ao SNS e aos profissionais de saúde, esta medida tem também vantagens para o funcionamento das instituições da ARSLVT, uma vez que promove uma maior partilha dos resultados entre os profissionais de saúde e minimiza o risco da duplicação da realização de MCDT.

A desmaterialização dos resultados dos MCDT introduz, ainda, mais segurança em todo o sistema de identificação dos utentes aquando na realização dos exames.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Descontos do passe escolar para alunos residentes no concelho

Descontos do passe escolar para alunos residentes no concelho

Olha o Bailarico no Beco

Olha o Bailarico no Beco