CTT encerram única estação no concelho de Vila de Rei

0
38
CTT encerram única estação no concelho de Vila de Rei

Os CTT – Correios de Portugal vão encerrar a única estação do concelho de Vila de Rei, substituindo-a por um posto de correios “com menos serviços disponibilizados ao público em relação à estação atualmente existente”.

Segundo Ricardo Aires, Presidente do Município de Vila de Rei, a empresa justificou o encerramento com “pouco movimento e poucos clientes”.

O autarca esteve reunido no passado dia 12 de outubro com o diretor dos postos CTT Norte, Francisco Castelo Branco, “onde foi comunicado o Plano de Transformação Operacional da empresa, que prevê o encerramento de diversas estações a nível nacional, entre as quais a de Vila de Rei”, diz o município em comunicado.

“Os CTT não foram, para já, sensíveis aos argumentos apresentados pelo Município sobre a importância da existência da Estação no Concelho e de todas as vantagens que esta assegura à população Vilarregense. Para além da quebra da relação de confiança construída ao longo dos anos entre a população e a Estação CTT local e dos gastos correntes dos CTT em Vila de Rei se prenderem apenas com as despesas básicas (funcionário, energia, água, consumíveis, etc.), o encerramento da Estação para a abertura de um Posto não assegura a quantidade e a qualidade dos serviços prestados, prejudicando fortemente a população mais idosa que ali se desloca com regularidade para aceder aos mais diversos serviços (pagamento de faturas, rebate de vales, serviços financeiros, entre outros)”, diz o município.

A autarquia diz que foi contactada para assumir o serviço mas recusou.

“Os CTT são uma empresa privada e não pode ser a Câmara Municipal a assumir o seu serviço. Somos uma entidade pública, prestamos o nosso serviço aos munícipes mas não podemos estar a substituir o trabalho realizado por empresas privadas”, alegou.

Ricardo Aires escreveu a António Costa e a Marcelo Rebelo de Sousa relatando a situação e manifestando o seu descontentamento.

“Ao contrário do que tem vindo a ser veiculado, o investimento, desenvolvimento e potenciamento do interior do País, não existe. Vemos os CTT a fechar, o Gabinete de Inserção Profissional a fechar e, amanhã, será certamente mais alguma coisa a fechar. Assim é impossível potenciar o interior, conforme o Governo diz e faz crer na televisão”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here